Featured Post

Eleições gerais sem os atuais políticos

Finalmente entrarei em férias, health system serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013,...

Read More

Terceiro Dia

Posted by Maikovisky | Posted in Férias | Posted on 02-06-2013

0

(No Ratings Yet)
Loading...

Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, clinic
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, about it
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

<iframe src=”https://vine.co/v/bVUTrtubKJZ/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>
Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, clinic
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, about it
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

<iframe src=”https://vine.co/v/bVUTrtubKJZ/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>
Finalmente entrarei em férias, treatment
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, medicine onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem


Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, clinic
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, about it
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

<iframe src=”https://vine.co/v/bVUTrtubKJZ/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>
Finalmente entrarei em férias, treatment
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, medicine onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem


Finalmente entrarei em férias, pfizer
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, visit this site
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, web
algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, clinic
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, about it
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

<iframe src=”https://vine.co/v/bVUTrtubKJZ/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>
Finalmente entrarei em férias, treatment
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, medicine onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem


Finalmente entrarei em férias, pfizer
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, visit this site
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, web
algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, information pills
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, prescription
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, human enhancement
algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, health system
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, clinic
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, about it
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

<iframe src=”https://vine.co/v/bVUTrtubKJZ/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>
Finalmente entrarei em férias, treatment
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, medicine onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

 

<iframe src=”https://vine.co/v/b9156PtYWEY/embed/postcard” width=”600″ height=”600″ frameborder=”0″></iframe><script async src=”//platform.vine.co/static/scripts/embed.js” charset=”utf-8″></script>

Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem


Finalmente entrarei em férias, pfizer
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, visit this site
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, web
algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Finalmente entrarei em férias, information pills
serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, prescription
onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, human enhancement
algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem
Cheguei no aeroporto de Guarulhos por volta das 14:15 e como terei que esperar até as 23:55 para o próximo vôo, store
resolvi ir em algum shopping. em Guarullhos, existe o shopping Internacional, uns 14km. Pensei em ver algum filme e comer algo. Esqueci de um pequeno detalhe, hoje é feriado, ou seja, shopping lotado. Logo que vi a fila do cinema, desisti de ver algum filme. Então fui almoçar, comi no Frango Crocante, bonzinho, mas era o que estava mais em conta. Dei uma volta rápida no shopping, mas nao agüentei o tumulto e voltei para o aeroporto. Sinceramente, nao faço mais isso.

Alias gostei do Tostex no aeroporto. Bem tranquilo e com boas opções de lanche. Praticamente vendem torradas. Alias bem interessante o sistema de chamada deles. É um dispositivo que eles entregam e quando chega a tua vez luzes se acendem, um aviso sonoro dispara e começa a vibrar.

Trem da Virgin

Acordei as 3:30, ailment pois tinha que pegar o ônibus para estacao Euaton e entao para Liverpool. Cheguei na parada perto da estação Bounds Green um pouco antes, neurosurgeon o ônibus iria passar as 4:23 e claro passou no horário, viagra da até para acertar o relógio pelos ônibus. Achava eu que a parada seria logo depois da Estação King Cross, mas não, entrou numa rua e seguiu, sorte que fiquei olhando o mapa. Decidi descer depois de uma breve reflexão e pegar um Taxi ate a estação. Cheguei em cima da hora, nem deu tempo para o café que eu tinha planejado.

Entrei no trem vazio, me acomodei e esperei andar. Claro que no horário marcado o trem sai da estação as 5:27, sem atraso, nem um minuto de atraso. Depois de um tempo de viagem, começa a se ter uma vista melhor da Inglaterra. Mas depois de um tempo fica monótono, como toda viagem longa. O bom que no trem tem serviço de bordo. Então lá fui eu pegar um café e algo para comer. Peguei um café, como sempre muito café, esqueço de pedir menor. Cheguei as 7:58 em Liverpool na plataforma 7.
Não tem como nao ficar emocionado ao chegar na cidade e lembrar dos Beatles. Principalmente que fui pra lá por causa deles, conhecer a cidade de uma das maiores bandas do mundo. Fui logo atras do Cavern’s Club, depois de caminhar um pouco e mancar muito, cheguei na Mathews Street. Mas ainda era cedo e o pessoal da limpeza urbana tava limpando a rua e o Cavern’s fechado.
Fui então para as docas, cheguei lá, um imponente prédio do museu de Liverpool, mas fechado ainda. Mas tinha ali perto The Beatles Store, onde tinha uma exposição do Elvis and Us, mais uma outra exposição de fotos tirada por um garoto de 16 anos na época, Paul Barrel fez varias fotos legais dos Beatles para conseguir um emprego de jornalista num jornal. A maioria de forma descontraída dos garotos de Liverpool. Quanto a exposição Elvis and Us, são na maioria fotos e algumas relíquias de Elivis, infelizmente não é permitido tirar fotos, então nem arrisquei. Acabei assistindo um filme 4D ali mesmo, sinceramente, não vale a pena. É sobre um garoto que esta atrasado para uma apresentação com a garota que ele ta afim, mas como esta atrasado ele pega carona com um maluco e enquanto passam por várias situações toca-se algumas músicas dos Beatles e passa em locais que tem haver com os Beatles.

Museu de Liverpool

Depois sim fui conhecer o museu de Liverpool, que conta um pouco da história da cidade, algumas pessoas importantes, muito interessante de conhecer.

The Cavern Club

Depois que sai do The Beatles Store, achei que poderia ter mais coisas, fui até o Cavern’s Club que ja estava aberto para tirar algumas fotos, tomar uma Guiness e comprar o Magical Mistery Tour para conhecer os pontos mais importantes dos Beatles em Liverpool. Mas fiquei sabendo que os ticket são comprados do outro lado da rua, no Cavern’s Pub, então fui lá, mais algumas fotos e comprei meu Ticket.

Quando fui esperar o onibus no local marcado, tive a sessação de que não estava no local certo, pois não estava achando o ponto de informações das docas que deveria ser perto do The Beatles Store, então analisei melhor o mapa e descobri que tem outro The Beatles Store. Mas caminhar até aquele ponto foi uma tortura, meu pé estava péssimo, sem condições, a bolha incomodando e por estar mancando a panturrilha começou a incomodar.
Cheguei lá e descobri que tinha outro museu, pelo visto um pouco maior. Mas pelo tempo acabei não entrando, pois já estava para sair o ônibus. Quando chegou o ônibus amarelo, o pessoal começou a se aprochegar para fazer a fila para entrar. Depois de um curto período o pessoal começou a entrar e se acomodar no ônibus. Logo o guia começou a falar, pelo visto iria ser complicado entender ele, além de falar bem rápido, falava baixo de mais e meu estado de cansado só piorava a situação. Então perdi boa parte das informações, fora os trechos que eu estava praticamente cochilando. Mas foi interessante passar pelas casas onde eles cresceram e como eles viveram. A famosa rua Penny Lane, Strawberry Fields. Pena que eu estava cansado, não aproveitei tanto quanto imaginava, o stress com o pé tava grande. No final do tour o ônibus parou perto do Cavern’s, claro que o guia fez um convite para compras no Cavern’s. Mas já tinha comprado a minha camisa e fui para a estação.

Penny Lane (a verdadeira)

No caminho para a estação comprei um chinelo e meias, para tentar amenizar as dores no pé, principalmente da bolha. E quando coloquei o chinelo, descobri outra bolha no minguinho do pé direito, estorei na hora e coloquei um band aid. Começou a melhorar as coisas, mas mesmo assim, a perna direta tava acabada e o sono pegando. Fiquei até as 20:48 enrolando, pois era o horário que saia o trem.  Na volta tentei dormir, mas é complicado quando não da para reclinar a poltrona. Mas tentei cochilar um pouco. Cheguei um pouco atrasado na estação, fui correndo, pois o metro em Londres fecha logo após a meia noite. No fim deu tudo certo. Cheguei morto e fui direto dormir, sem atualizar nada.

 

 

Trem da Virgin

Acordei as 3:30, ailment pois tinha que pegar o ônibus para estacao Euaton e entao para Liverpool. Cheguei na parada perto da estação Bounds Green um pouco antes, neurosurgeon o ônibus iria passar as 4:23 e claro passou no horário, viagra da até para acertar o relógio pelos ônibus. Achava eu que a parada seria logo depois da Estação King Cross, mas não, entrou numa rua e seguiu, sorte que fiquei olhando o mapa. Decidi descer depois de uma breve reflexão e pegar um Taxi ate a estação. Cheguei em cima da hora, nem deu tempo para o café que eu tinha planejado.

Entrei no trem vazio, me acomodei e esperei andar. Claro que no horário marcado o trem sai da estação as 5:27, sem atraso, nem um minuto de atraso. Depois de um tempo de viagem, começa a se ter uma vista melhor da Inglaterra. Mas depois de um tempo fica monótono, como toda viagem longa. O bom que no trem tem serviço de bordo. Então lá fui eu pegar um café e algo para comer. Peguei um café, como sempre muito café, esqueço de pedir menor. Cheguei as 7:58 em Liverpool na plataforma 7.
Não tem como nao ficar emocionado ao chegar na cidade e lembrar dos Beatles. Principalmente que fui pra lá por causa deles, conhecer a cidade de uma das maiores bandas do mundo. Fui logo atras do Cavern’s Club, depois de caminhar um pouco e mancar muito, cheguei na Mathews Street. Mas ainda era cedo e o pessoal da limpeza urbana tava limpando a rua e o Cavern’s fechado.
Fui então para as docas, cheguei lá, um imponente prédio do museu de Liverpool, mas fechado ainda. Mas tinha ali perto The Beatles Store, onde tinha uma exposição do Elvis and Us, mais uma outra exposição de fotos tirada por um garoto de 16 anos na época, Paul Barrel fez varias fotos legais dos Beatles para conseguir um emprego de jornalista num jornal. A maioria de forma descontraída dos garotos de Liverpool. Quanto a exposição Elvis and Us, são na maioria fotos e algumas relíquias de Elivis, infelizmente não é permitido tirar fotos, então nem arrisquei. Acabei assistindo um filme 4D ali mesmo, sinceramente, não vale a pena. É sobre um garoto que esta atrasado para uma apresentação com a garota que ele ta afim, mas como esta atrasado ele pega carona com um maluco e enquanto passam por várias situações toca-se algumas músicas dos Beatles e passa em locais que tem haver com os Beatles.

Museu de Liverpool

Depois sim fui conhecer o museu de Liverpool, que conta um pouco da história da cidade, algumas pessoas importantes, muito interessante de conhecer.

The Cavern Club

Depois que sai do The Beatles Store, achei que poderia ter mais coisas, fui até o Cavern’s Club que ja estava aberto para tirar algumas fotos, tomar uma Guiness e comprar o Magical Mistery Tour para conhecer os pontos mais importantes dos Beatles em Liverpool. Mas fiquei sabendo que os ticket são comprados do outro lado da rua, no Cavern’s Pub, então fui lá, mais algumas fotos e comprei meu Ticket.

Quando fui esperar o onibus no local marcado, tive a sessação de que não estava no local certo, pois não estava achando o ponto de informações das docas que deveria ser perto do The Beatles Store, então analisei melhor o mapa e descobri que tem outro The Beatles Store. Mas caminhar até aquele ponto foi uma tortura, meu pé estava péssimo, sem condições, a bolha incomodando e por estar mancando a panturrilha começou a incomodar.
Cheguei lá e descobri que tinha outro museu, pelo visto um pouco maior. Mas pelo tempo acabei não entrando, pois já estava para sair o ônibus. Quando chegou o ônibus amarelo, o pessoal começou a se aprochegar para fazer a fila para entrar. Depois de um curto período o pessoal começou a entrar e se acomodar no ônibus. Logo o guia começou a falar, pelo visto iria ser complicado entender ele, além de falar bem rápido, falava baixo de mais e meu estado de cansado só piorava a situação. Então perdi boa parte das informações, fora os trechos que eu estava praticamente cochilando. Mas foi interessante passar pelas casas onde eles cresceram e como eles viveram. A famosa rua Penny Lane, Strawberry Fields. Pena que eu estava cansado, não aproveitei tanto quanto imaginava, o stress com o pé tava grande. No final do tour o ônibus parou perto do Cavern’s, claro que o guia fez um convite para compras no Cavern’s. Mas já tinha comprado a minha camisa e fui para a estação.

Penny Lane (a verdadeira)

No caminho para a estação comprei um chinelo e meias, para tentar amenizar as dores no pé, principalmente da bolha. E quando coloquei o chinelo, descobri outra bolha no minguinho do pé direito, estorei na hora e coloquei um band aid. Começou a melhorar as coisas, mas mesmo assim, a perna direta tava acabada e o sono pegando. Fiquei até as 20:48 enrolando, pois era o horário que saia o trem.  Na volta tentei dormir, mas é complicado quando não da para reclinar a poltrona. Mas tentei cochilar um pouco. Cheguei um pouco atrasado na estação, fui correndo, pois o metro em Londres fecha logo após a meia noite. No fim deu tudo certo. Cheguei morto e fui direto dormir, sem atualizar nada.

 

 


Acabo de chegar no pais depois de 15 dias de férias, purchase já sabendo que o país esta incendiando. Quando abro os jornais começo a ler as gigantescas manifestações que acontecem pelo país. Será que finalmente o povo brasileiro acordou? Vai começar a lutar por melhores condições de vida? O que vai acontecer se conseguirem que não aumentem os tais 20 centavos, stomach
inicio de tudo?

A principio não teremos mais nada “plausível” para protestar e todos voltaram para casa, viagra approved
e continuaremos com os nossos problemas de sempre, mas pegando 20 centavos a menos no transporte publico precário.
Acredito que o brasileiro não deva parar por ai. Devemos exigir que nossos políticos realmente façam algo, parar com os bate papos idiotas deles, parar com as baboseiras que falam no congresso, começar a agir ao invés de enrolar o povo.
Cade a tal reforma política que nunca sai,  e com reais mudanças para evitar corruptos no poder. Com regras até para aumento de salários para os políticos e sempre atrelado com melhorias reais no pais.
Cade a reformar tributaria para aliviar nossos impostos, ou ao menos os impostos sejam gastos onde realmente se deva, mostrando claras melhorias no básico, sem mascaras que nossos governantes adoram colocar, inventando indicies que não medem realmente o que esta acontecendo.
Acredito que esta na no hora de pedirmos eleições gerais, impedindo que os atuais governantes não possam nem concorrer, para realmente mudar a cara do congresso. Chega dos que estão lá, que iludem a grande maioria mal instruída para continuar no poder. Ta na hora de mudar mesmo, cortar o mal pela raiz e nosso mal são os nossos governantes. Eleições gerais sem os atuais políticos.

Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, cheap finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, prostate tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, practitioner como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

Todas as fotos do dia aqui.

 


Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, shop finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show da

 
Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, skincare finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 


Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, more about
foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.


Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, more about
foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.


O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, decease
foi bem corrido, web
cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, more about
foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.


O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, decease
foi bem corrido, web
cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, visit web
foi bem corrido, ampoule cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, more about
foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.


O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, decease
foi bem corrido, web
cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, visit web
foi bem corrido, ampoule cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, sick
foi bem corrido, diagnosis cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, esophagitis finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, unhealthy tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

 
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, more about
foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.


O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, decease
foi bem corrido, web
cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, visit web
foi bem corrido, ampoule cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, sick
foi bem corrido, diagnosis cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilio Beatles, as utiliza violinos e violão cello. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez enquando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.
No terceiro dia, information pills
acordei tarde, rheumatologist
estava realmente podre dos outros dias, mal tinha descansado dos outros dias. O Rafa fez um capelete com alho e óleo, bom ele diz que é outra coisa, mas para mim é capelete. Até que tava bom, mas um pouco enjoativo, mas foi uma boa refeição. Alias do jeito que come o rafa não sei como ele consegue ser tão magro.

Alias finalmente consegui que a internet do meu celular funcionasse com o chip daqui. O tal do Lebara, o pessoal da banda do Rafa riram muito quando ele falou do tal chip. Mas por 5 pounds, não da para reclamar.

De lá fomos para a Bridge Tower conhecer a famosa ponte. Lembrei que uma vez comprei um kit de papel para montar essa ponte, deu um bom trabalho para montar, na época queria conhecer a verdadeira, então finalmente conheci. Atravessando a ponte se encontra a Torre de Londres, onde foi a moradia dos monarcas ingleses até Oliver Cromwell.

Depois de alguns dias finalmente tomei um café num Starbucks… Tava precisando de café…

E como tava quase chegando a hora do jogo do Brasil, fomo no Nicholsons Pub, perto da Tower Bridge, lá pedi uma London Pride e um Fish & Chips, comida tradicional (13 pounds). Nada mais que peixe frito empanado, com batatas fritas e acompanha com um odioso purê de ervilhas. Ainda experimentei uma mostarda, bem forte, mas bem saborosa.  E claro tomei uns três pints de cerveja. A London Pride, Nicholsons e a Hoptimus Prime (tinha até a imagem do Otimus dos transformes). Enquanto bebia a seleção Brasileira empatava contra a Inglaterra, achei que ia ter mais vibração dos ingleses, mas no fim descobri que o Pub tava era cheio de brasileiros.

E como aqui era 22h, tinhamos que voltar para casa, e por incrivel que pareça ainda estava anoitecendo.

Todas as fotos do dia aqui.

Gallery / Viagens e Passeios / Frias 2013 / daythree

Next Last 

DSC04716

DSC04717

DSC04718

DSC04719

DSC04720

DSC04721

DSC04722

DSC04723

DSC04724

DSC04725

DSC04726

DSC04727

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Write a comment

*