Featured Post

Festa Junina no Scooba

Sexta foi dia de festa junina no Scooba, finalmente algo diferente. A festa tava tri, também com bebida liberada não ia estar. Claro que quando se tem ceva/quentão liberados a noite toda, existe um esforço a mais para pegar a bebida no balcão, já que todos querem...

Read More

O Líder, O Capitão, O Ídolo

Posted by Maikovisky | Posted in Internacional | Posted on 07-06-2014

0

fernandaoEscutei muitas vezes que um grande time começa por um grande goleiro ou um grande atacante. Mas revendo os grandes momentos do Inter, as grandes conquistas, eu percebo que um time começa por um líder, alguém que o resto do time possa se espelhar. Alguém que estará lá quando tudo parece complicado, parece impossível, quando ninguém mais acredita. Lá estará o líder, falando, gesticulando, se impondo e dizendo que tudo é possível, que nada, mas nada poderá tirar o prazer de uma boa batalha e que toda a garra mostrada por cada um terá seu valor, basta seguir o líder, basta escuta-lo, basta se espelhar no comandante. No caso do Inter, bastou o grupo acreditar nele, bastou o grupo seguir o exemplo de pessoa, de humildade, educação e inteligência.  E é claro dos conselhos que forneceu para quem quisesse escutar, para quem quisesse acreditar que tudo é possível e que nada esta perdido, basta ter o líder, basta ter o comandante, basta ter o capitão, basta uma braçadeira amarela no braço, basta ter o Capitão América, bastava ter o ETERNO FERNANDÃO. E que o peso da camisa nove e a braçadeira de capitão possam sempre ser sinônimo de vitórias e superação. Que um ídolo não seja apenas um grande jogador dentro de campo, mas uma grande pessoa fora de campo. Fernando Lucio da Costa, o Líder, o Capitão, o Ídolo, o F9, O ETERNO FERNANDÃO .

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Eleições gerais sem os atuais políticos

Posted by Maikovisky | Posted in Politica, Protesto | Posted on 18-06-2013

0

Acabo de chegar no pais depois de 15 dias de férias, já sabendo que o país esta incendiando. Quando abro os jornais começo a ler as gigantescas manifestações que acontecem pelo país. Será que finalmente o povo brasileiro acordou? Vai começar a lutar por melhores condições de vida? O que vai acontecer se conseguirem que não aumentem os tais 20 centavos, inicio de tudo?

A principio não teremos mais nada “plausível” para protestar e todos voltaram para casa, e continuaremos com os nossos problemas de sempre, mas pegando 20 centavos a menos no transporte publico precário.
Acredito que o brasileiro não deva parar por ai. Devemos exigir que nossos políticos realmente façam algo, parar com os bate papos idiotas deles, parar com as baboseiras que falam no congresso, começar a agir ao invés de enrolar o povo.
Cade a tal reforma política que nunca sai,  e com reais mudanças para evitar corruptos no poder. Com regras até para aumento de salários para os políticos e sempre atrelado com melhorias reais no pais.
Cade a reformar tributaria para aliviar nossos impostos, ou ao menos os impostos sejam gastos onde realmente se deva, mostrando claras melhorias no básico, sem mascaras que nossos governantes adoram colocar, inventando indicies que não medem realmente o que esta acontecendo.
Acredito que esta na no hora de pedirmos eleições gerais, impedindo que os atuais governantes não possam nem concorrer, para realmente mudar a cara do congresso. Chega dos que estão lá, que iludem a grande maioria mal instruída para continuar no poder. Ta na hora de mudar mesmo, cortar o mal pela raiz e nosso mal são os nossos governantes. Eleições gerais sem os atuais políticos.
(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Oitavo dia

Posted by Maikovisky | Posted in Festas | Posted on 07-06-2013

0

Hoje acordei tarde, um pouco para tentar relaxar a perna  recuperar as forças que tem mais uma semana ainda de férias e de viagem. Pois domingo deixarei o Rafinha durante a semana para conhecer outros locais.

Mas mesmo assim fui andar na maior roda gigante a London Eye e junto comprei uma volta no London Eye Cruise. Após comprar os ingressos, fui para a fila da London Eye. A fila anda bem rápido, mesmo com uma certa revista, nem tão rigorosa, mas cada vez que o pessoal sai das gabines, o pessoal da segurança faz uma revista para ver se não ficou nada, ou se ninguém colocou uma bomba.

Muito legal a vista lá de cima, podendo ver toda Londres. Tirei várias fotos é claro. Mal se sente se mexendo, uma boa experiência. Quando acabou minha volta, de cerca de 30 minutos. Fui ao lado esperar o tempo passar, tomei uma cerveja e fiquei vendo o tempo passar até a hora do tour de barco. O Tour de barco leva cerca de 45 minutos, o guia fala bem claro, sem pressa, ficou mais fácil de entender o que ele falava. Passamos por vários pontos importantes do Rio Tamisa, onde foi explicado os principais prédios. Achei que veria mais coisas, mas pelo visto este é um passeio para se ver no primeiro dia, para se ter uma idéia do que vai se visitar.

Depois que terminou fiquei esperando o Rafinha chegar, enquanto isso fiquei assistindo de novo a Charlotte Campbell tocando numa área ao lado da London Eye, onde reúnem vário artistas em inicio de carreira. Assim que ela acabou o Rafinha chegou então fomos para casa. Mas antes ele me mostrou o Alexandra Park que fica perto da casa dele. Lá é o ponto mais alto de Londres, fica também o Alexandra Palace, lá existe um bar com uma bela visão da cidade, vale a pena conferir.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Sétimo dia. Ida a Liverpool

Posted by Maikovisky | Posted in Férias, viagem | Posted on 07-06-2013

0

Trem da Virgin

Acordei as 3:30, pois tinha que pegar o ônibus para estacao Euaton e entao para Liverpool. Cheguei na parada perto da estação Bounds Green um pouco antes, o ônibus iria passar as 4:23 e claro passou no horário, da até para acertar o relógio pelos ônibus. Achava eu que a parada seria logo depois da Estação King Cross, mas não, entrou numa rua e seguiu, sorte que fiquei olhando o mapa. Decidi descer depois de uma breve reflexão e pegar um Taxi ate a estação. Cheguei em cima da hora, nem deu tempo para o café que eu tinha planejado.

Entrei no trem vazio, me acomodei e esperei andar. Claro que no horário marcado o trem sai da estação as 5:27, sem atraso, nem um minuto de atraso. Depois de um tempo de viagem, começa a se ter uma vista melhor da Inglaterra. Mas depois de um tempo fica monótono, como toda viagem longa. O bom que no trem tem serviço de bordo. Então lá fui eu pegar um café e algo para comer. Peguei um café, como sempre muito café, esqueço de pedir menor. Cheguei as 7:58 em Liverpool na plataforma 7.
Não tem como nao ficar emocionado ao chegar na cidade e lembrar dos Beatles. Principalmente que fui pra lá por causa deles, conhecer a cidade de uma das maiores bandas do mundo. Fui logo atras do Cavern’s Club, depois de caminhar um pouco e mancar muito, cheguei na Mathews Street. Mas ainda era cedo e o pessoal da limpeza urbana tava limpando a rua e o Cavern’s fechado.
Fui então para as docas, cheguei lá, um imponente prédio do museu de Liverpool, mas fechado ainda. Mas tinha ali perto The Beatles Store, onde tinha uma exposição do Elvis and Us, mais uma outra exposição de fotos tirada por um garoto de 16 anos na época, Paul Barrel fez varias fotos legais dos Beatles para conseguir um emprego de jornalista num jornal. A maioria de forma descontraída dos garotos de Liverpool. Quanto a exposição Elvis and Us, são na maioria fotos e algumas relíquias de Elivis, infelizmente não é permitido tirar fotos, então nem arrisquei. Acabei assistindo um filme 4D ali mesmo, sinceramente, não vale a pena. É sobre um garoto que esta atrasado para uma apresentação com a garota que ele ta afim, mas como esta atrasado ele pega carona com um maluco e enquanto passam por várias situações toca-se algumas músicas dos Beatles e passa em locais que tem haver com os Beatles.

Museu de Liverpool

Depois sim fui conhecer o museu de Liverpool, que conta um pouco da história da cidade, algumas pessoas importantes, muito interessante de conhecer.

The Cavern Club

Depois que sai do The Beatles Store, achei que poderia ter mais coisas, fui até o Cavern’s Club que ja estava aberto para tirar algumas fotos, tomar uma Guiness e comprar o Magical Mistery Tour para conhecer os pontos mais importantes dos Beatles em Liverpool. Mas fiquei sabendo que os ticket são comprados do outro lado da rua, no Cavern’s Pub, então fui lá, mais algumas fotos e comprei meu Ticket.

Quando fui esperar o onibus no local marcado, tive a sessação de que não estava no local certo, pois não estava achando o ponto de informações das docas que deveria ser perto do The Beatles Store, então analisei melhor o mapa e descobri que tem outro The Beatles Store. Mas caminhar até aquele ponto foi uma tortura, meu pé estava péssimo, sem condições, a bolha incomodando e por estar mancando a panturrilha começou a incomodar.
Cheguei lá e descobri que tinha outro museu, pelo visto um pouco maior. Mas pelo tempo acabei não entrando, pois já estava para sair o ônibus. Quando chegou o ônibus amarelo, o pessoal começou a se aprochegar para fazer a fila para entrar. Depois de um curto período o pessoal começou a entrar e se acomodar no ônibus. Logo o guia começou a falar, pelo visto iria ser complicado entender ele, além de falar bem rápido, falava baixo de mais e meu estado de cansado só piorava a situação. Então perdi boa parte das informações, fora os trechos que eu estava praticamente cochilando. Mas foi interessante passar pelas casas onde eles cresceram e como eles viveram. A famosa rua Penny Lane, Strawberry Fields. Pena que eu estava cansado, não aproveitei tanto quanto imaginava, o stress com o pé tava grande. No final do tour o ônibus parou perto do Cavern’s, claro que o guia fez um convite para compras no Cavern’s. Mas já tinha comprado a minha camisa e fui para a estação.

Penny Lane (a verdadeira)

No caminho para a estação comprei um chinelo e meias, para tentar amenizar as dores no pé, principalmente da bolha. E quando coloquei o chinelo, descobri outra bolha no minguinho do pé direito, estorei na hora e coloquei um band aid. Começou a melhorar as coisas, mas mesmo assim, a perna direta tava acabada e o sono pegando. Fiquei até as 20:48 enrolando, pois era o horário que saia o trem.  Na volta tentei dormir, mas é complicado quando não da para reclinar a poltrona. Mas tentei cochilar um pouco. Cheguei um pouco atrasado na estação, fui correndo, pois o metro em Londres fecha logo após a meia noite. No fim deu tudo certo. Cheguei morto e fui direto dormir, sem atualizar nada.

 

 

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Sexto dia

Posted by Maikovisky | Posted in Bebidas, Férias | Posted on 06-06-2013

0

Dia de só caminhar, tenho que acalmar nessas caminhadas, a bolha, mesmo ja estourada, ta encomodando pacas. E já ta interferindo na perna direita, ando mancando. Ainda tem mais de uma semana.
No fim assisti rapidamente a algumas apresentações de rua. Uma cantora de musicas eruditas em Coverns Garden. Alias por ali os suvenirs consegue ser mais barato ainda. Principalmente camisas.
E depois nas docas, perto do London Eye a Charllote Campbell, que bela voz. Outra artista de rua com muito talento.
Depois fui parar a caminhada, perto da London Bridge, fiquei por ali curtindo o Sol e tive a oportunidade de ver a ponte levantar para passagem de um barco.
O Rafa me encontrou ali, ficamos batendo papo por um tempinho e fomos até Euston, imprimir os tickets do trem para Liverpool no dia seguinte. Então ele voltou para casa e eu fui atras de algum pub. No fim só fui num, bebi uma cerveja e voltei. Precisaria me organizar pro outro dia, que deveria chegar cedo na estação.
(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Quinto dia

Posted by Maikovisky | Posted in Bebidas, Férias, viagem | Posted on 04-06-2013

0

Nossa hoje deve ter sido o dia que mais caminhei. E também o dia que mais falei inglês por aqui. Alias incrível a quantidade de brasileiros por aqui. Bom acho o que eu menos vejo são ingleses. A cidade é tomada por gente de tudo que é lugar, como indianos, asiáticos e muçulmanos.  Indianos é comum encontrar em qualquer lugar, inclusive trabalhando.

Rainha Elizabete II

Bom o dia começou indo até Westminister, mais precisamente na Abadia de Westminister, onde iria acontecer uma celebração dos 60 anos da coroação da Rainha Elizabete II. Achei que iria ocorrer as 10h, por isso me programei para chegar perto das 11h para pegar a saída. Mas pela minha surpresa o evento começava as 11h. O local estava lotado de gente, em tudo que era lado. Então tentei achar um local onde deveria passar o carro. Bom de repente chegou a Rainha, com escolta tanto em terra como no ar. Ao menos consegui ver e tirar algumas fotos dela passando de carro. Tentei tirar uma foto ela entrando na abadia, mas impossível pela multidão que lá estava.

Logo depois fui abordado por um americano que me perguntou quem era que estava no carro. Achei que ele  tinha visto mais gente, como os príncipes. Mas não, ele não sabia que era a Rainha. Então ele me perguntou o nome dela, a principio achei que fosse o meu, mas não, ele não sabia o nome da Rainha. Incrível isso, depois querem dominar o mundo, mas nem sabe com quem lidam. E por fim uma TV Japonesa tentou me entrevistar, perguntaram o que achava doas 60 anos da coroação da rainha. Respondi que era brasileiro e não tinha opinião a respeito.

Cavalaria da Guarda

Depois da abadia, fui caminhar, tinha um parque ali perto, St James Park, muito bonito, dei uma boa volta, comi um sandwich, num dos cafés ali. Depois dali fui caminhar mais um pouco, e me deparo com o a troca da guarda montada. Os cavaleiros que passaram por mim no outro dia, fazia parte dessa guarda. Como sempre todo um ritual, bem legal e mais fácil de assistir.

Ao terminar voltei a caminhar e me deparo com o palácio de Buckingham e de novo muita gente, então me toco que a Rainha iria voltar para o palácio, principalmente com a bandeira ateada, não era da U.K. e sim a dela. Me posiciona ao onde ela deveria passar, pela mão correta da deles. Mas estava enganado, ela voltou pela contra mão. Entrou direto no palácio, enquanto ocorria a troca da guarda. Depois de uns 3 minutos, passa outros batedores, era o príncipe Charles. Tentei tirar foto, mas não deu, foi por pouco. Fui pego de surpresa.

Bom cansei da realeza por hoje, então vamos a outro atrativo. O famoso estádio de Wembley, para chegar lá é bem simples, pega-se o trem até a estação Wembley Park, linha Jubile ou Metropolitan. Detalhe fica na Zona 4. Meu cartão emperrou na volta, pois fiquei “negativo”, paguei 1.5 £ e segui viagem.

Do trem ao estádio é questão de metros (ahh isso em Porto Alegre), mal sai da estação e já se ver surgindo no horizonte o imponente estádio. Confesso que fiquei emocionado, pelas histórias, pelos megas shows que ali teve. Desta vez cheguei a tempo de fazer um Tour guiado, paguei 16£ (se não me engano). Tive sorte que o meu Tour iria começar logo em seguida. Mal cheguei e o guia já começou a organizar o pessoal.

O Guia, um senhor bem divertido. Logo começou perguntando a nacionalidade de cada um. Eu como brasileiro, ele logo pegou no meu pé, pelo último jogo da seleção. E tinha mais um brasileiro, de São José do Rio Preto (não sei porquê me lembrou da Fonet rsrsr), que era santista, e pelo visto apaixonado pelo Pelé. E como eu falava um pouco mais de inglês do que o senhor, então quando se tratava de Brasil, eu é que acabava me ferrando.

Após saber a nacionalidade de cada um, fomos para as arquibancadas, lá o guia falou sobre o estádio, sempre bem humorado e com várias piadas. Como a que ele disse para mim: “Vocês podem ter o recorde de copas do mundo, mas nós temos o recorde de banheiros”.  São mais de 2000 banheiros no estádio, para os 90.000 torcedores, onde lá podem torcer para jogos de futebol (soccer), rugby ou futebol americano (acontece ao menos um jogo da NFL por ano lá). Fora o que pode suportar de públicos em show.

Alias se nós reclamamos da reforma do Maracanã que saiu alguns bilhões, lá eles reclamam também, pois a reforma do novo Wembley, saiu £ 758 milhões, ou seja, R$ 2.4 bilhões. E aproveitando a ocasião, mais uma tirada de sarro, o guia perguntou onde eu morava, como respondi em Porto Alegre, ele logo perguntou quantos jogos teria na copa do mundo. E também se a minha casa era grande ou pequena, não entendi na primeira vez, acabei dizendo que era grande. Então ele aproveitou para dizer que irá se hospedar na minha casa. E que era para todos pegarem meu e-mail, telefone, etc. Depois ele liberou para as fotos, naquela parte, para então conhecer as outras áreas.

Fomos para um salão que é de recepção, pelo que entendi era o menor e cabia umas 2000 pessoas sentadas, e tinha mais 7 restaurantes, outros bem maiores. Ali era perto da tribuna de honra, onde fica o presidente da FA,  que nada mais nada menos que o Príncipe William, que de acordo com o guia não sabe muito de futebol, vai mais pela bebida grátis. Alias nesse ponto somente convidados,  (e não se compra ingresso para aquela área).

Depois fomos descendo, numa das escadas tinha um quadro da Copa do Mundo de 1966, onde o Moore segurava a taça de campeão. Ai mais uma vez sobrou para o brasileiro aqui. E venho aquela pergunta do guia: “O que aconteceu com a taça que vocês ganharam depois de ganhar 3 vezes a copa do mundo?”. Tive que dizer, muito constrangido:  “Foi roubada”, nisso olho para o lado, um outro cara da um sorrizinho sarcástico para mim… É a vida.

Então depois dessa, fomos nos vestiários, visitamos 2 dos 4, que são totalmentes iguais, na NFL cada time usa dois vestiário. Nos vestiátios se tem algumas camisas de jogadores atuais, o Brasil é representado pelo Robinho e pelo Ronal, e mais um momento de fotos. Para então o momento mais emocionante do tour. O Guia mostrou um vídeo de vários times entrando em Wembley, então me colocou como “capitão” da seleção brasileira, na frente e pegou um Belga para ser o “capitão” da seleção Belga, diz ele que será a final da copa de 2014. E depois pediu para que todos escolherem uma das duas seleções e entrarem na fila. Então foi simulado o pessoal entrando em campo. Sinceramente, muito massa, nem consegui me organizar com a câmera, para filmar o momento, de tanta emoção. Depois dessa parte, fomos conhecer o local onde os jogadores recebem as premiações. Um curto caminho para quem ganha, mas um longo caminho para quem perde. Lá tinha a taça da Copa da Inglaterra, exposta. Em seguida vimos onde fica as cabines de impressa.

Então para finalizar um fotografo tira  a foto com a taça com o campo atrás. Nesse momento a última piada do guia para mim. Ele pediu para o outro brasileiro chegar perto, achando que era meu amigo, quando disse que não, simples coincidência, ele logo emendou: “Ele pode não ser teu amigo, mas eu sou. Assim tenho onde ficar na copa do mundo”.

Então voltei para o centro, caminhei um pouco e fui numa loja de suvenirs, onde comprei algumas coisas. E enquanto olhava as camisas para mim, o cara da loja me fala, deseja uma camisa, podemos fazer um preço pra ti. Eu disse quanto, ele me respondeu, quanto tu tem. Eu disse que tal £ 8 por camisa. Ele aceitou, desconto de 1.99 £ de cada camisa \o/. Depois de pagar a conta, voltei a caminhada, parei em outro parque, mas na verdade faz parte do Hyde Park, ou da junção de vário, sei lá é grande e bonito o parque. Lá tinha um lago, onde poderia andar de pedalinho ou remar um barquinho.

Depois continuei minha caminha sem destino. Ta bom, tava procurando um Pub. Passei por uma região onde deve ficar a maioria das embaixadas. De repente encontro um pub chamado Taylor Walk Pub, lá peguei uma cerveja Tribute e sentei um pouco. Depois sai dali e fui em outro, chamado The Shakespeare e pedi mais uma cerveja. Então fui atras de outro Pub e me deparei um uma loja de suvinirs, bem baratos, onde praticamente finalizei meus presentes. Consegui comprar duas camisas por 12 £, e pensar que umas horas antes tava feliz com meu negocio de 2 por 16 £. Bom agora falta bem pouco de presente. Então comecei a caminhar e a vontade de ir ao banheiro começou a aumentar, e tava ficando apertado e nada de achar um lugar com banheiro. Depois de um bom tempo caminhando e a bexiga quase se indo, achei um banheiro, num tal de Gordon’s Grill. O local é meio que subterrâneo, em certas parte dava para ver que era uma especie de caverna, o local fedia e muito, parecia queijo, daqueles bem fedorento e em todo o ambiente, mas apesar do cheiro lotado de gente, todas as mesas ocupadas. Depois desse aperto para ir no banheiro, resolvi ir para casa, descansar os pés e esperar a bolha diminuir, pois ta doendo.

 

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Quarto dia

Posted by Maikovisky | Posted in Férias, Minha vida, viagem | Posted on 03-06-2013

0

Hoje foi o dia de me virar sozinho em Londres, pegar metro, ônibus, comprar alguma coisa, pedir informações.

Gurada Real

Pela manhã fui até o Palácio de Buckingham para ver a troca da guarda, que começa as 11 da manhã, cheguei mais cedo, pois o Rafa tinha dito que era as 10. Ao chegar lá não vi nada, achei que já tinha acabado, mas como ainda vi algumas movimentações decidi esperar. Então de repente chegou a cavalaria, bem bacana, armaduras brilhando. Depois demorou um pouco a mais, me posicionei perto do Portão do Canadá. Podia nesse local ficar mais alto, lá encontrei um casal Brasileiros, vindos do Rio. Eles ficaram um tempão conversando entre eles, até que caiu o cartão de memória de uma das máquinas deles. Foi nesse momento que eu me identifiquei como brasileiro, dizendo: “esta no teu pé”. O Senhor riu e falou: “Brasileiro nos sacaneando…”, foi engraçado.

Bom depois de um tempo chegou outra cavalaria com canhões, ambos passaram reto pelo palácio. Depois venho uma banda conduzindo os soldados com as tradicionais roupas da Guarda da Rainha, indo até o pátio do palácio. Lá realizaram algumas performasse, até chegar outra banda conduzindo mais soldados, provavelmente os guardas que irão substituir os atuais.

Disparo dos Canhões no Hyde Park

Após várias idas em vindas dos soldados, escutei um estouro, para minha surpresa ao olhar para traz no Hyde Parks, vi os canhões sendo disparados, então fui mais perto para tirar algumas fotos, já que durante a troca não tava vendo direito pois estava muito longe. Após finalizarem os disparos, os cavaleiros foram até os canhões para leva-los de volta, muito rápido a retirada deles.

Enfim depois de assistir a tal cerimonia, até é legal, mas junta muita gente, fica ruim de tirar fotos. Então fui caminhando perto do palácio, ali perto tem monumentos referente aos combatentes da segunda guerra, pelos países asiáticos que a Inglaterra colonizou e também da Nova Zelândia.  Ali perto tem o Hard Rock Café, a loja é separada do café, como segundo tava cheio, passei pela loja rapidamente, pois estava precisando ir no banheiro, então fui atras de um Starbucks, achei um e aproveitei para aliviar e depois comprar algo para comer. Peguei uma massa Tailandesa, muito boa e um café grande. E levei para o Hyde Park para comer lá, pois comer dentro do Starbucks é mais caro. Fazer um lanche no Hyde Park é bem normal, tinha muita gente por ali aproveitando o Sol.

Depois de comer algo e curtir o Sol, caminhei pela Piccadili e dar uma olhada nos preços das lembrancinhas. E também fui atraz da loja da Ferrari para tirar uma foto ao lado de uma Ferrari F1. Mas ao achar a loja, para a minha surpresa não era permitido tirar fotos. Então dei uma volta pela loja para ver o que tinha de interessante. Era camisas, tacos de golfes, carrinhos e até peças de carros da F1 para vender. Mas os preços bem caros, um monter de F1 por exemplo sai pela bagatela de 50.000 £.

Mr Maiko Holmes? ou Mr Sherlock Andrade?

Após a decepção com a Ferrari (não compro mais nenhum carros deles), resolvir ir no estádio do Arsenal, no Emirates Stadium, mas no metro ao entrar na estação vi a placa para Baker Street, então como o Arsenal era caminho de casa, fui a Baker Street, conhecer o museu do Sherlock Holmes. O famoso endereço 221b Baker Street, foi transformado na casa de Sherlock Holmes, como descrito nos livros. Lá é possível encontrar os ambientes, muitos objetos da época Vitoriana, bem como cenas e personagens dos livros. Além de Mr. Holmes e Dr. Watson, se encontra o Professor Moriaty, a cabeça do Cão de Baskerville. Enfim muito interessante conhecer a casa onde as mulhers que lá trabalham, se vestem como na época, assim como o guarda que cuida da entrada. Ao lado da entra é onde se compra o ticket de acesso por 8£ e tem várias lembranças. Comprei um busto pequeno do Sherlock por 10£, mas achei caro as coisas ali, só comprei por ser fã dos livros do Sir Arthur Conan Doyler.

Depois de lá caminhei envolta, encontrei o Museu Madame Tussauds, que é o museu de cera, não entrei, achei caro 25£ e ainda tinha uma excursão grande. Continuei caminhando e encontrei a Academia Real de Música, um carro elétrico sendo carregado entre outras coisas.

Emirates Statium

Então fui para o Emirates Stadium, perto da Estação Arsenal. Saindo da estação dobrando a direita, ao caminhas uns 500m se começa a ver o majestoso estádio. Cheguei lá a loja tava quase fechando, acabei não entrando na loja, fui ver se tinha alguma visita dentro do estádio, mas cheguei atrasado (em vez de ver os horários isso antes). Então dei uma volta pelo estádio, onde pude ver nas paredes externas vários personagens da história do Arsenal e 3 estátuas, uma do Tierry Henry. Esperei o Rafa ali, antes de ir para casa, tiramos mais algumas fotos no estádio, e a dele pendurado numa das estátuas.

Depois fomos para casa, passamos numa comida Chinesa que tem por perto, pedi um Espacial Oriental, massa estilo nissin, legumes e uma variedade de carnes, e o Rafa o de sempre a 5 anos, ele não muda nunca, tem medo de experimentar. Mas ele resolveu pedir umas asinhas de frango para experimentar. Acho que agora ele muda um pouco o cardápio.

 

Especial Oriental

O de Sempre do Rafa

No final do dia, estou com uma bolha no pé direito, próximo ao dedo do meio, um pouco queimado, apesar de estar frio tem horas que  Sol queima. Alias aqui escurece muito tarde nessa época, tipo 22h.

 

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Terceiro Dia

Posted by Maikovisky | Posted in Férias | Posted on 02-06-2013

0

No terceiro dia, acordei tarde, estava realmente podre dos outros dias, mal tinha descansado dos outros dias. O Rafa fez um capelete com alho e óleo, bom ele diz que é outra coisa, mas para mim é capelete. Até que tava bom, mas um pouco enjoativo, mas foi uma boa refeição. Alias do jeito que come o rafa não sei como ele consegue ser tão magro.

Alias finalmente consegui que a internet do meu celular funcionasse com o chip daqui. O tal do Lebara, o pessoal da banda do Rafa riram muito quando ele falou do tal chip. Mas por 5 pounds, não da para reclamar.

De lá fomos para a Bridge Tower conhecer a famosa ponte. Lembrei que uma vez comprei um kit de papel para montar essa ponte, deu um bom trabalho para montar, na época queria conhecer a verdadeira, então finalmente conheci. Atravessando a ponte se encontra a Torre de Londres, onde foi a moradia dos monarcas ingleses até Oliver Cromwell.

Depois de alguns dias finalmente tomei um café num Starbucks… Tava precisando de café…

E como tava quase chegando a hora do jogo do Brasil, fomo no Nicholsons Pub, perto da Tower Bridge, lá pedi uma London Pride e um Fish & Chips, comida tradicional (13 pounds). Nada mais que peixe frito empanado, com batatas fritas e acompanha com um odioso purê de ervilhas. Ainda experimentei uma mostarda, bem forte, mas bem saborosa.  E claro tomei uns três pints de cerveja. A London Pride, Nicholsons e a Hoptimus Prime (tinha até a imagem do Otimus dos transformes). Enquanto bebia a seleção Brasileira empatava contra a Inglaterra, achei que ia ter mais vibração dos ingleses, mas no fim descobri que o Pub tava era cheio de brasileiros.

E como aqui era 22h, tinhamos que voltar para casa, e por incrivel que pareça ainda estava anoitecendo.

Todas as fotos do dia aqui.

Gallery / Viagens e Passeios / Frias 2013 / daythree

Next Last 

DSC04716

DSC04717

DSC04718

DSC04719

DSC04720

DSC04721

DSC04722

DSC04723

DSC04724

DSC04725

DSC04726

DSC04727

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Segundo Dia

Posted by Maikovisky | Posted in Férias, Minha vida, viagem | Posted on 01-06-2013

0

O segundo dia apesar de conhecer poucas coisas, foi bem corrido, cheguei morto em casa.

Pela manhã fomos comprar alguma coisa para comer. Fomos no mercado Morrisons perto da estação Wood Green. Lá compramos pão, água (muito barato 18 centavos), frios e mais umas coisas para o almoço.

Depois saímos e pega o metro até a estação Green Park, que sai perto do Hyde Park e perto do palácio de Buckinghan, lá tiramos algumas fotos no parque e depois no palácio. Muita gente por lá tirando foto perto do portão de entrada, os tradicionais guardas lá parados, de vez enquando marchavam. Lá na frente do portão encontramos um casal de gaúchos, que pediram para tirar uma foto deles e aproveitaram os conhecimentos do Rafa para mais dicas. O Rafa como sempre prestativo deu algumas dicas.

Depois fomos para a famosa Abbey Road, tirar a tradicional foto na faixa de segurança. Claro uma foto na frente do estúdio. Depois voltamos para casa, pois Rafa iria tocar no The Good Ship em Kilburn. Chegamos perto das 18:15, para a passagem de som, ja tinha uma banda passando o som, e uma coisa estranha é que a banda ficava na parte baixa do local, ou seja, não dava para ver a banda de qualquer lugar. Depois que passaram o som, o Rafa me levou num Xis junto com alguns integrantes da banda. Puts sair do RS para comer Xis que imita os nossos, sem condições. Mas o pessoal da banda adorou, imagine se comecem os nossos… Pedi um Xis pequeno, ando sem fome por aqui, e uma ceveja, a primeira em Londres.

Após voltamos para o bar, onde iriam tocar, tocaram antes uma banda só de mulheres, e Bear & The Wood. Depois a banda do rafa a The 286 entram tocaram. A band toca musica estilo Beatles, as utiliza violinos e violão celo. A mistura fica bem interessante. Tirei algumas fotos que ficaram bacana. Mas confesso que de vez em quando fechava os olhos e quase dormia em pé. Tava muito cansado… Mas logo depois voltamos pra casa e apaguei.

Todas as fotos do dia aqui.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Primeiro dia de Férias em Londres

Posted by Maikovisky | Posted in Férias, Minha vida | Posted on 31-05-2013

0

Após 11 horas de vôo atravessando o Oceano Atlântico, finalmente cheguei em Londres. Alias como se caminha do avião até a saída.

Antes de sair, tive que passar pela imigração. Lá tive um pequeno contratempo na imigração, como marinheiro de primeira viagem, me fizeram várias perguntas, a pior de todas é o que eu faço exatamente. Que nem em português eu consigo explicar, ninguém nunca me entende. Então me mandaram esperar, o agente ligou para o meu amigo Rafa e confirmou as dúvidas que ele tinha. Depois de uma certa apreensão, fui liberado e pude seguir meu caminho.

Como combinado com meu amigo, peguei o King’s Cross Station onde o Rafa iria me esperar. São 5.50 pounds e levou uns 60 minutos do aeroporto até a estação. Lá aproveitei e comprei um passe que custou-me 40 pounds para a semana toda, podendo andar a vontade.

Após descarregar a mala e tomar um banho fomos pro centro, conhecer um pouco de Londres, uma caminhada que rendeu a ida em vários lugares. O dia como estava bom, tinha muita gente na rua, todos os lugares para onde olhava tinha muita gente de tudo que é nacionalidade, volta e meia se escuta alguém falando em português.

Londres tem um clima muito bom, nesta voltinha, passei rapidamente por alguns lugares como o Big Ben, London Eye, mesmo a noite é muito tranquilo a caminha. O Big Ben impressiona, muito bonito, assim como o London Eye. Mas depois de uma bela caminhada para me interar da cidade, voltei pra casa, quebrado de cansaço. Ainda tem muito o que fazer até o dia 17 quando eu volto para o Brasil.

Amanhã assistir o show do The 286, banda que o Rafa toca.

Todas as fotos do dia aqui.

 

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Primeiro dia de Férias

Posted by Maikovisky | Posted in Festas | Posted on 30-05-2013

0

Cheguei no aeroporto de Guarulhos por volta das 14:15 e como terei que esperar até as 23:55 para o próximo vôo, resolvi ir em algum shopping. em Guarullhos, existe o shopping Internacional, uns 14km. Pensei em ver algum filme e comer algo. Esqueci de um pequeno detalhe, hoje é feriado, ou seja, shopping lotado. Logo que vi a fila do cinema, desisti de ver algum filme. Então fui almoçar, comi no Frango Crocante, bonzinho, mas era o que estava mais em conta. Dei uma volta rápida no shopping, mas nao agüentei o tumulto e voltei para o aeroporto. Sinceramente, nao faço mais isso.

Alias gostei do Tostex no aeroporto. Bem tranquilo e com boas opções de lanche. Praticamente vendem torradas. Alias bem interessante o sistema de chamada deles. É um dispositivo que eles entregam e quando chega a tua vez luzes se acendem, um aviso sonoro dispara e começa a vibrar.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Férias

Posted by Maikovisky | Posted in Minha vida, viagem | Posted on 29-05-2013

0

Finalmente entrarei em férias, serão 15 dias a contar do dia 3/6/2013. Serão as primeiras férias que tiro, onde pude me organizar e fazer o que sempre tive afim de fazer. Tentarei atualizar o blog, algo que fazia tempo que não atualizava. Vamos ver o que colocarei até o dia 18/06/2013, quando volto das fériasCerto que irei atualizar o Face, meus albuns de fotos, as fotos deverão estar no álbum Férias 2013.

Faz parte das férias:
  Por incrível que possa parecer esse vídeo tem haver com a viagem

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

O Tempo Responde

Posted by Maikovisky | Posted in Textos | Posted on 14-07-2012

0

O tempo e suas respostas, que nos faz esperar com pensamentos enlouquecedores, tentando achar aquela resposta tão esperada, daqueles pensamentos na tristeza, naquela angustia do que fazer, mas no fim o tempo trará aquele sentimento esperado nos pensamentos. Mas enquanto o tempo insiste em andar de segundo em segundo, seguimos pensando e sonhado no próximo segundo que ainda não venho.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Alguns prazeres

Posted by Maikovisky | Posted in Minha vida | Posted on 23-01-2011

0

Hoje resolvi escrever aluma coisa diretamente da beira-mar, usando meu smartphone. Já que esqueci de pegar um livro para ficar lendo e também hoje pelo vento fiquei sem companhia, para meu tradicional chimas a beira-mar de Tramadaí.

O chimas a beira-mar é um dos meus prazeres na vida, gosto de preparar um chimas e me sentar na beira-mar de Tramandai, até pode ser outra praia, mas é na cidade que cresci que faço isso regularmente. Gosto de ir perto da plataforma e ficar observando a paisagem e entre uns goles e outros do chimas fico com os olhos distantes vendo as ondas e pensando na vida, tentando achar a melhor solução para meus problemas e também revisando as coisas que aconteceram e acontecem. Claro que nem sempre encontro o melhor modo de resolver as coisas, principalmente quando envolvem pessoas que fazem parte da minha vida, mas com certeza esse momento que tenho nos finais de semana, me renovam e me preparam para mais desafios.

Confesso que adoraria ter isso todos os dias, poder sair do trabalho e sentar na beira-mar e relaxar. Mas por enquanto tenho que me contentar com os finais de semana, ao menos tenho esse luxo. Mas um dia quem sabe conseguirei ter uma empresa com vista para a praia e ter o prazer de ver as ondas quebrando no horizonte, enquanto um cursor na frente do micro fica piscando pedindo para que uma nova instrução seja inserida, provavelmente irei ter a vontade de informar algo como desliguar tudo que eu agora irei ali molhar meus pés no mar.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...

Moby Dick

Posted by Maikovisky | Posted in Livros | Posted on 08-12-2010

0

Moby DickTentando aperfeiçoar meu inglês, hoje resolvi encomendar pelo Submarino o livro Moby Dick de Melville, Herman, sempre ouvi falar muito do livro, mas nunca tinha lido, agora é esperar o livro chegar, ler e descobrir se irei gostar.

(No Ratings Yet)
Loading ... Loading ...